Você conhece o Sistema Músculo Aponeurótico Superficial?

Você conhece o Sistema Músculo Aponeurótico Superficial?

A imagem pessoal tem sido grande preocupação em toda a sociedade, traços de envelhecimento tem começado a aparecer mais precocemente, e isso tem feito também com que a procura por tratamentos de rejuvenescimento aumente a cada dia mais. Nesse texto vamos falar sobre a derme, epiderme e hipoderme, além disso, explicares sobre o Sistema Músculo Aponeurótico Superficial.

Contamos hoje com diversos procedimentos sejam cirúrgicos ou não, que visam melhorar o aspecto da pele, promovendo o rejuvenescimento facial. No entanto, é de extrema importância conhecer as estruturas da pele e suas funções para que tenhamos resultados satisfatórios.

Meu nome é Priscila Nobre, sou Fisioterapeuta Dermato Funcional, e hoje vou falar sobre uma estrutura no processo de rejuvenescimento que é grande responsável pela sustentação da pele que é o SMAS (Sistema Musculo Apo neurótico Superficial).

A princípio, considera-se a pele o maior órgão do corpo, dividida em até 3 camadas: Epiderme, Derme e Hipoderme.

Epiderme:

camada externa, mais superficial e avascular, subdividida em:

  1. Camada córnea;
  2. Granulosa;
  3. Espinhosa;
  4. Camada basal;

Desse modo, é na epiderme que fica localizada o melanócito, célula responsável pela produção de melanina e pelas características diferentes aos foto tipos da pele (muito clara, clara, morena e negra).

Dentre as principais funções da epiderme, destaca se por proteger o organismo de agentes físico-químicos do ambiente bem como microrganismos.

Derme:

A segunda camada da pele tem inúmeras estruturas e funções importantes como, por exemplo: vasos sanguíneos; linfáticos; glândulas sebáceas; sudoríparas e fibroblastos.

Seus vasos sanguíneos são responsáveis pela nutrição e oxigenação tanto da derme quanto da epiderme. Assim como, os fibroblastos são as células que produzem colágeno, elastina e fibras reticulares, dando sustentação e elasticidade da pele.

Hipoderme:

Composta por células do tecido adiposo está situada abaixo da derme e é rica em gordura e vasos sanguíneos. Além disso, a gordura por ela armazenada constitui energia e atua como isolante térmico.

Localizada logo abaixo do tecido adiposo, e recobrindo o tecido muscular temos o SMAS (Sistema Musculo Aponeurótico Superficial), que é uma estrutura fina, esbranquiçada e rica em colágeno tipo I e III, responsável pela sustentação da pele, tanto na face quanto no corpo.

Entenda o processo de envelhecimento:

Sobretudo, durante o processo de envelhecimento diversos fatores intrínsecos (alterações celulares e moleculares); e extrínsecos (mal hábitos de vidam como alimentação inadequada, tabagismo, alcoolismo e exposição solar excessiva e sem proteção), são responsáveis por alterações em todas as estruturas da pele, por exemplo.

E à medida que envelhecemos o SMAS também sofre alterações, enfraquecendo e perdendo sua capacidade de sustentação da pele. Do mesmo modo que, combinado com a ação da gravidade resulta em Ptose Facial, ou popularmente conhecida como “Derretimento da face”.

Até pouco tempo atrás, tratava-se o SMAS em procedimentos invasivos como a cirurgia de lifting facial. Ou seja, procedimento esse, que consiste em uma incisão do tecido até atingir o SMAS, onde é tracionado todas as camadas teciduais subjacentes, retirado o excesso de pele e fechado novamente com sutura do tecido.

Posteriormente, tem por objetivo através do tracionamento de todas as estruturas da pele o rejuvenescimento facial, com a redução das rugas profundas, melhora das linhas de expressão e contorno facial.

Devido a sua profundidade na pele, procedimentos estéticos como radiofrequência, luz intensa pulsada ou até mesmo os mais ablativos como laser de CO² fracionado limitavam-se em alcançar no máximo tecido adiposo. Não sendo possível alcançar o SMAS.

Porém como o avanço tecnológico hoje podemos tratar o SMAS (Sistema Musculo Apo neurótico Superficial), sem que haja o ato cirúrgico propriamente dito.

Siga-nos no Instagram!

Com o objetivo de propor o lifting facial sem cortes, o Herus® HIFU, ultrassom micro focado da Fismatek trata-se de uma tecnologia onde é promovido calor intenso através de ondas ultrassônicas. De forma focalizada em formato de triângulo invertido.

Única tecnologia capaz de atingir o SMAS, promove a retração do tecido desde camadas mais profundas através de pontos de coagulação térmica. Sendo assim, o mesmo processo que ocorre na cirurgia de lifting facial.

Com o Herus® HIFU podemos trabalhar diversas camadas da pele. Por exemplo, com cartuchos que vão de profundidade de 4,5 mm, 3,0 mm e 1,5 mm na face e 13mm e 7 mm no corpo.

Veja abaixo:

Por trabalhar pontos específicos da pele que vai do SMAS até a Derme Superficial, temos a preservação da epiderme. Ou seja, dowtime de recuperação, nos permitindo realizar o tratamento em qualquer foto tipo, horário do dia ou época do ano.

Os resultados são vistos com apenas uma sessão de tratamento. Além disso, já temos o 1° estudo cientifico realizado no Brasil com o Herus® HIFU comprovando seu mecanismo de ação e excelentes resultados.

O que destaca um bom profissional é o conhecimento que é construído através de treinamentos, workshops, vídeo aulas, especializações, prática clínica e, também, através de textos como esse. A Fismatek está com você nessa jornada para te ajudar a se tornar uma/um profissional ESTRELA.


Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores Fismatek clicando aqui.


escrito por Priscila Nobre
• Fisioterapeuta Dermatofuncional


Leia mais: Conscientização, Saúde e Nutrição

Fismatek

Fismatek

Time de Redação do Grupo Fismatek.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.