Vivemos em um tempo onde a imagem corporal tornou se algo extremamente preocupante na sociedade.

A busca pelo corpo perfeito remete a dietas enlouquecedoras, academias lotadas e a busca por tratamentos estéticos revolucionários.

Isso faz com que nós profissionais, precisamos nos capacitar ainda mais, entender as tecnologias disponíveis no mercado, afim de usa las de modo a oferecer resultados de excelência e satisfazer nosso público, promovendo além da melhora estética a melhora da autoestima.

Tecnologia recente no mercado, mas bastante promissora, a crio frequência traz resultados satisfatórios para diversas alterações estéticas como gordura localizada, celulite e flacidez.

Mas qual a diferença entre Radiofrequência convencional e Criofrequência?

Meu nome é Priscila Nobre, sou fisioterapeuta dermato funcional, e o objetivo desse conteúdo, é ajudar a esclarecer essa dúvida, tão comum entre os profissionais da estética, e explorar essa tecnologia promissora, capaz de oferecer diversidade em tratamentos e resultados de excelência.

A crio frequência trata se de uma evolução da radiofrequência convencional, onde nos permite trabalhar simultaneamente com o mecanismo de calor e frio, de modo que podemos proporcionar uma terapia mais confortável, segura e com melhores resultados.

Com a Axcel Crio frequência temos uma temperatura de até 60°C, podendo atingir tecido adiposo, onde ao mesmo tempo temos a ponteira refrigerada a -10°C a todo momento da sessão, preservando assim a epiderme e mantendo a sessão mais confortável.

Diferente das RF convencionais, onde a maioria delas são bipolares, na crio frequência temos a manopla monopolar e a bipolar.

O que nos permite trabalhar além de quadros de flacidez, celulite e gordura localizada também.

Na manopla monopolar ou unipolar, além da ponteira é usado uma placa condutora, de forma que a emissão da energia vai do pólo positivo, sendo esse localizado na ponteira, até o pólo negativo, localizado na placa, fechando o circuito de energia.

Com isso temos a emissão de energia em uma profundidade maior (cerca de 20 mm), podendo chegar à temperatura máxima de 60°C e promover lipólise em tecido adiposo.

Ao tempo que, na manopla bipolar tanto o pólo positivo quanto o negativo, estão localizados na ponteira, onde trabalhamos uma profundidade menor (5 mm), temperaturas mais brandas, atingindo apenas derme, estimulando o processo de neocolagênese, que é a síntese de colágeno e elastina através da ativação das proteínas de choque térmico.

Contamos com 9 ponteiras, sendo 4 bipolares e 5 monopolares de diversos tamanhos.

As ponteiras monopolares são autoclávaveis, sendo possível realizar também rejuvenescimento íntimo, um grande diferencial da Axcel Crio frequência.

No caso do rejuvenescimento íntimo, onde o objetivo de tratamento é estimulo de colágeno, trabalhamos com a ponteira monopolar, por ser autoclávavel e respeitarmos a biossegurança, porém nesse caso não precisamos atingir a temperatura máxima de 60°C, a temperatura ideal nesse caso será o “morno”, na escala de dor de 0 a 10, o que consideramos em torno de 6 a 7.

Além das 9 ponteiras, pensando em otimizar o tempo de sessão, a Fismatek lançou a ponteira multipontas, que além de tratar áreas maiores em menor tempo de sessão, permite protocolos personalizados.

Com todos os seus diferencias, a Axcel® Criofrequência, é hoje consolidada no mercado da estética como tecnologia de ponta e premiada pelo Estética Business Awards.

O que destaca um bom profissional é o conhecimento que é construído através de treinamentos, workshops, vídeo aulas, especializações, prática clínica e, também, através de textos como esse. A Fismatek está com você nessa jornada para te ajudar a se tornar uma/um profissional ESTRELA.


Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores Fismatek clicando aqui.


escrito por Priscila Nobre
• Fisioterapeuta Dermatofuncional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>