A fitoterapia e a estética

A fitoterapia e a estética

Fitoterapia (do grego therapeia = tratamento e phyton = vegetal) é o estudo das plantas medicinais que comumente são utilizadas na cura, controle e prevenção de várias doenças e associados a tratamentos estéticos. Trata-se de uma alternativa que oferece benefícios em relação aos tratamentos sintéticos por ser uma opção mais acessível à população.

No entanto, ao contrário da crença popular, vale ressaltar que o uso de plantas medicinais não é isento de riscos. Pois, além do princípio ativo terapêutico, a mesma planta pode conter outras substâncias tóxicas. Além disso, em alguns casos, o consumo excessivo ou sem controle poderá induzir a um efeito negativo na saúde da pessoa que a consome.

Sendo assim, algumas dessas substâncias podem ser úteis para as pessoas, outras prejudiciais, como oxalatos e ácido cianídrico, ambos tóxicos. Por exemplo, a cafeína, que em um animal de grande porte como o ser humano é estimulante, mas em um inseto que tenta predar a semente do café pode ocorrer uma reação muito forte, podendo levá-lo a morte. Além disso, todo princípio ativo terapêutico é benéfico dentro de um intervalo de quantidade – abaixo dessa quantidade, é inócuo e acima disso passa a ser tóxico.

Entenda mais aqui:

Quando combinado a Fitoterapia com tratamentos Estéticos conseguimos potencializar, acelerar os resultados, assim como mantê-los por mais tempo.

As plantas com efeito termogênico (cafeína ou chá verde) fazem o metabolismo trabalhar mais rápido, aumentando a queima de calorias e, consequentemente, de gordura. Ou seja, auxiliam na diminuição do peso corporal e do percentual de gordura (durante o tratamento de gordura localizada por Criofrequência, por exemplo).

Os suplementos do tipo: Vitamina C e E combinados ao Colágeno Hidrolisado auxiliam na recuperação da produção de colágeno no tecido humano; revigora e aumenta o viço da pele, deixando-a mais saudável e jovial juntamente aos tratamentos estéticos. Principalmente, de rejuvenescimento tecidual, como por exemplo: o Ultrassom Microfocado e a Criofrequência para flacidez e linhas de expressões.

Desse modo, no tratamento de estrias, o óleo essencial de rosa mosqueta indica-se por conta das propriedades de resposta inflamatória que o profissional poderá combinar com a vacuoterapia. Por exemplo, ativando mais este processo e agregando mais resultados.

+ Siga-nos no Instagram!

No caso da Acne, após a emoliência e a vaporização, com o vapor de ozônio, recomenda-se o óleo essencial de Melaleuca ou produtos específicos com este ativo (antisséptico, anti-inflamatório, cicatrizante, anti-infeccioso). Além disso, o tomilho com ação antisséptica pode ser uma boa escolha, muito utilizado em adstringentes, antissépticos e antioxidantes. E para a pele com irritação por algum motivo (que precisa ser avaliado) é normalmente utilizado a camomila, por exemplo.

A princípio, a aromaterapia também está envolvida nesse quesito da fitoterapia e nos dias atuais sendo muito usufruída por meio dos vapores de ozônio. Isso, porque, durante o procedimento com o aparelho, a aromaterapia entrega benefícios por meio do sistema olfativo e nervoso central do cliente, sendo assim, permitindo melhora na respiração; efeito calmante; estimulante; entre outros.

A fitoterapia também tem grande poder na regulação circulatória, retenção de líquidos, melhor digestão, entre outros benefícios, que conjugados a procedimentos estéticos potencializam, aceleram ainda mais  os resultados e mantém por mais tempo os efeitos ganhos.

O profissional que deseja se especializar melhor nessa área, existe pós graduações de Fitoterapia que constrói uma visão melhor para o profissional avaliar, indicar e estruturar um melhor tratamento para seus clientes.

Leia mais: #Série: Colágeno e a estética


O que destaca um bom profissional é o conhecimento que é construído através de treinamentos, workshops, vídeo aulas, especializações, prática clínica e, também, através de textos como esse. A Fismatek está com você nessa jornada para te ajudar a se tornar uma/um profissional ESTRELA.


Quer saber mais? Fale com um de nossos consultores Fismatek clicando aqui.

Referências:
  • Bensoussan A; Myers SP; Drew AK; Whyte IM; Dawson AH. Development of a Chinese herbal medicine toxicology database. J Toxicol Clin Toxicol. 2002; 40(2):159-67
  • Berrin Y; Ali O; Umut S; Meltem E; Murat B; Barut Y Multi-organ toxicity following ingestion of mixed herbal preparations: an unusual but dangerous adverse effect of phytotherapy. Eur J Intern Med. 2006; 17(2):130-2
  • Chan TY; Tam HP; Lai CK; Chan AY A multidisciplinary approach to the toxicologic problems associated with the use of herbal medicines. Ther Drug Monit. 2005; 27(1):53-7
  • Luiza Avelar Pasin, Liliana Auxiliadora Avelar Pereira Pasin-  Revista Científic@ Universitas, Itajubá v.7, n.1, p.55-68, 2020 ISSN Eletrônico: 2175-4020.
  • SIMÕES, C. M. O. & SPITZER, V. Óleos voláteis. In: SIMÕES, C. M. O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre: Editora da UFSC, cap.18., p. 387-416,1999.
  • SIQUEIRA, M.S.C.; BRITO, D. R. de, SILVA, F. O. C. da. A utilização do óleo essencial de tomilho (Thymus vulgaris) como recurso fitoterápico para acne vulgar. Revista Científica da FHO|UNIARARAS. v. 3, n. 1, 2015.
+ Siga-nos no Instagram!
  • BACCOLI, B. C., REIS D. A. dos, M. D., CARVALHO, A. A. Os benefícios do óleo de Melaleuca na Acne Grau II e III: uma revisão de literatura. Revista da Universidade Vale do Rio Verde. Três Corações, v.13, n.01, p. 536-547, 2015.
  • OLIVEIRA, I. C. de & CORDEIRO, P. B. de M. H. Os Fitoterápicos como Coadjuvantes no Tratamento da Obesidade. Cadernos UniFOA. Edição Especial do Curso de Nutrição. 97-104p,2013.
  • BORCHARDT, R.T.; HUBER, J.A.; Catechol-O-methyltransferase – Relação estrutura atividade para a inibição por flavonóides. J Med Chem. 1; v.18,p.120 – 122.1975. Disponível em [acesso em 2017 dez 18]: https://pubs.acs.org/doi/pdf/10.1021/jm002 35a030.
  • CORAZZA, S. O tratamento com óleos essenciais. Aromacologia: uma ciência de muitos cheiros. 3. ed. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2010.
  • KEVIN A.J.; GREMAUD G.; MIRIM I.; MONTIGON F.; KREBS Y.; FAY L.B.; GAY J.L.; SCHNEITER P.; SCHINDLER C.; TAPPY L. Metabolic effects of caffeine in humans: lipid oxidation or futile cycling? Am. J. Clin. Nutr., v.79, p. 40-46, 2004.
  • SANTOS, J. S.; VIEIRA, A. B. D.; KAMADA, I. A Rosa Mosqueta no tratamento de feridas abertas: uma revisão. Revista Brasileira de Enfermagem, v.62, n.3, p. 457-462,2009.
Évelin Ribeiro

Évelin Ribeiro

• Esteticista e Fisioterapeuta Responsável Técnica da Fismatek • Especialista em Eletroterapia e Terapia Intensiva • Mestre em Terapia Intensiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.